10 de Junho 2022

Modelo flexível de trabalho: o que as empresas precisam saber

Modelo flexível de trabalho: o que as empresas precisam saber

Em março de 2020, a pandemia da covid-19 obrigou as empresas a se adaptarem ao trabalho remoto. Passado esse impacto do isolamento social forçado, o chamado “home office” começou a fazer parte da rotina dos profissionais e inspirou o modelo flexível de trabalho, que oferece maior autonomia para os colaboradores.

O modelo flexível de trabalho pode funcionar de diferentes maneiras de acordo com o nicho da empresa. Mas, basicamente, consiste em ir ao escritório apenas alguns dias da semana e, nos outros, trabalhar de forma remota - não necessariamente em casa, mas em qualquer outro lugar que possibilite a execução das tarefas.

Além das adaptações necessárias no fluxo de trabalho, como o uso de softwares para o acompanhamento das tarefas, a flexibilidade também exige mais foco, organização e disciplina do trabalhador.

O modelo flexível de trabalho é indicado para todas as empresas?

Apesar de parecer eficiente, o modelo flexível de trabalho não é algo efetivo para todos. Isso porque exige uma infraestrutura para a realização do trabalho - como computador, internet de qualidade e ausência de questões domésticas que impactam a produtividade de forma negativa.

Outro ponto importante é a relação trabalhista no trabalho remoto. Os empregadores devem se organizar para evitar possíveis passivos em relação ao excesso de carga horária e falta de ergonomia, por exemplo. Uma forma de driblar essas questões é focar nas vantagens que a flexibilização pode oferecer e investir em soluções que sejam benéficas para todos os lados.

Conheça as principais vantagens da flexibilização do trabalho

  • Redução de custos

Um dos principais benefícios do modelo flexível de trabalho é a diminuição dos custos. Isso porque, com menos pessoas no escritório todos os dias, as empresas não precisam pagar o vale-transporte ou auxílio-combustível de forma contínua.

Além disso, pode-se optar pela redução definitiva da estrutura física da empresa com a implementação de um rodízio de profissionais por dia da semana. Outra alternativa é a migração para coworkings, que é uma opção ainda mais vantajosa. A empresa paga apenas uma mensalidade para ocupar o espaço e fica livre dos aluguel, condomínio e outros custos relativos à manutenção de um escritório.

  • Foco no bem-estar e qualidade de vida

É indiscutível o quanto o modelo flexível de trabalho favorece o bem-estar e a qualidade de vida do colaborador. Sem a obrigatoriedade de ir até o escritório todos os dias, as pessoas podem usufruir do tempo que perderia na locomoção para resolver questões pessoais.

E, claro, a possibilidade de escolher onde trabalhar também favorece o convívio familiar, importante para a saúde mental.

  • Mais produtividade

A flexibilização do trabalho também demonstra ser especialmente benéfica para a produtividade. Com mais autonomia e ganhos para a vida pessoal, o colaborador se sente motivado para desempenhar suas tarefas e “rende” mais.

Esse sentimento fica ainda mais latente quando a carga horária também é flexível, possibilitando que o profissional tenha liberdade para escolher os períodos que irá trabalhar, otimizando sua rotina de acordo com os horários em que se sente mais produtivo.

Como colocar o modelo flexível em prática?

O primeiro passo para adotar a flexibilização na empresa é fazer adaptações na cultura organizacional. Afinal, não basta estabelecer os dias da semana em que os colaboradores vão para o escritório e os dias que ficam em casa.

Capacitação é fundamental para que os profissionais entendam a metodologia e os líderes consigam manter o fluxo de trabalho de forma satisfatória. Além disso, também se torna primordial entender a dinâmica de cada colaborador para verificar a viabilidade dele desempenhar suas funções fora do ambiente corporativo.

Nesse último caso, conforme já apontamos no artigo, a empresa pode solucionar essa questão com uma parceria com coworkings para a locação de espaços e facilitar essa migração.

Conheça os escritórios compartilhados da BQ

No mercado há mais de duas décadas, a BQ Escritórios e Coworking é uma aliada para as empresas que buscam um modelo flexível de trabalho.

Isso porque oferece para os clientes espaços multiusos com conforto, economia e estrutura inteligente. Por aqui, as empresas e os colaboradores contam com diferenciais que garantem agilidade e conveniência no dia a dia.

  • Atendimento telefônico personalizado;
  • Caixa postal exclusiva;
  • Gestão de correspondência;
  • Infraestrutura de comunicação e TI;
  • Internet de alto padrão.

Entre em contato e usufrua dos ambientes da BQ para o crescimento do seu negócio!

Notícias relacionadas

23 de Maio 2024
Dicas
Google Meu Negócio: grandes vantagens para aumentar a visibilidade da sua empresa

Google Meu Negócio: grandes vantagens para aumentar a visibilidade da sua empresa

Aumente a visibilidade da sua empresa com o Google Meu Negócio. Veja como essa ferramenta gratuita melhora sua presenç.....

Leia Mais
11 de Janeiro 2024
Dicas
Dicas para retomar a rotina de trabalho após o recesso de fim de ano

Dicas para retomar a rotina de trabalho após o recesso de fim de ano

Acesse dicas essenciais para organizar as prioridades, a agenda e o contato com clientes e parceiros na retomada após o....

Leia Mais
07 de Dezembro 2023
Dicas
As mudanças de cenário para o espaço de trabalho

As mudanças de cenário para o espaço de trabalho

Saiba como a flexibilidade, a autonomia e a colaboração são as novas tendências para o espaço de trabalho e como ...

Leia Mais
23 de Novembro 2023
Dicas
Habilidades essenciais para todo empreendedor

Habilidades essenciais para todo empreendedor

Quer empreender com eficiência? Conheça as habilidades que todo empreendedor precisa ter. Confira...

Leia Mais