24 de Agosto 2023

O que é mindfulness e como essa técnica pode ajudar sua produtividade

O que é mindfulness e como essa técnica pode ajudar sua produtividade

Quantas vezes você já sentiu que estava em um lugar, mas os seus pensamentos e atenção estavam em outros? Essa sensação muito comum de que apenas o corpo está presente, mas a mente está em um lugar muito distante daquele momento?

Muito provavelmente você vai se identificar com essa descrição, principalmente em meio a tantas notificações, prazos e projetos: são muitos os aspectos que prendem a nossa concentração a todo momento.

Parece impossível conseguir sair desse ritmo e encontrar um equilíbrio, onde seja possível se preocupar com o lado profissional, mas também conseguir desligar dele quando for necessário.

É justamente nessa busca por equilibro que entra a prática de mindfulness, que é um termo em inglês que pode ser traduzido como “atenção plena”.

O mindfulness pode, inclusive, influenciar no aumento da produtividade, já que auxilia na reorganização do fluxo de pensamentos.

Neste artigo vamos explicar o que é mindfulness, quais são os seus benefícios e como ela pode trazer vantagens para o ambiente de trabalho, principalmente no que diz respeito a produtividade.

Vamos lá?

O que é a técnica mindfulness?

O mindfulness é uma técnica que visa principal manter o foco no momento presente.

Ela envolve, em sua prática constante, perceber as sensações que estão acontecendo no corpo aqui e agora.

Pode ser praticado durante a meditação formal ou durante as atividades cotidianas, como cozinhar, trabalhar ou, na prática de exercícios físicos.

Como resultado dos treinamentos desta prática, é possível reagir a determinadas situações sem impulsividade, o que torna a tomada de decisões muito mais seguras, eficientes e menos conduzidas por sentimentos momentâneos.

O mindfulness também pode ensinar a lidar de melhor maneira com aquelas emoções e sensações que são desafiadoras, o que acaba desenvolvendo a inteligência emocional, essencial para relações saudáveis, sejam elas pessoais ou profissionais. 

Onde e como surgiu o mindfulness?

Existem muitas discussões acerca da origem exata do mindfulness, mas o que é consenso entre os pesquisadores do assunto é que a prática tem influência de tradições budistas que iniciaram há cerca de 500 anos a.C.

Mas foi um médico chamado Jon Kabat-Zinn que passou a olhar para essas técnicas com um fim terapêutico e pensando nelas como ótimas ferramentas para melhorar a saúde mental.

O médico passou a se interessar por meditação depois de assistir uma palestra de um budista Philip Kapleau, em 1965.

Neste começo, Jon utilizou uma prática de origem oriental, em que entrava em um profundo estado meditativo.

A partir disso, porém, desenvolveu melhor a prática da atenção plena e anos depois, já em 1979, passou a desenvolver melhor a mindfulness e levar a técnica para todo o mundo.

Na sua atuação profissional enquanto médico, ele pôde perceber que essas técnicas tinham o potencial de diminuir as dores dos seus pacientes, tanto emocionais quanto físicas.

Quais os benefícios trazidos pela prática de mindfulness?

Neste ponto, é importante marcar uma diferença da técnica de mindfulness com outros tipos de meditação.
Existem meditações que levam as pessoas que as praticam para um estado onde a mente 
fica “esvaziada”, ou seja, todos aqueles pensamentos e emoções que surgem vão sendo repelidos para que a atenção e o foco fiquem somente no corpo.

O mindfulness é diferente disso, há uma conexão com o momento presente para que situações externas sejam melhor vivenciadas e observadas.

É por isso que seus benefícios incluem:

  • Diminuição da sensação de ansiedade;
  • Melhora na memória e da criatividade;
  • Mais consciência em relação aos pensamentos;
  • Diminuição da reação imediata diante das situações cotidianas;
  • Aumento do foco. 

A prática do mindfulness e a sua relação com a produtividade

Quando pensamos especificamente no contexto corporativo, as vantagens acima são cruciais, pois estão relacionadas com a capacidade que um profissional tem de se relacionar com os colegas, com a sua produtividade e prática constante da inteligência emocional.

E em relação à produtividade, ela aumenta quando o profissional consegue desenvolver melhor a sua capacidade de ter atenção plena no momento presente.

Desenvolver atenção plena em uma tarefa específica não significa que um colaborador precisa ficar responsável por apenas uma demanda, mas é necessário compreender que em alguns momentos só dessa maneira um projeto conseguirá ser entregue no prazo estipulado, por exemplo.

Continue a leitura de outros conteúdos relevantes no blog da BQ Escritórios e Coworking!

Aproveite para conhecer também as nossas soluções.

Notícias relacionadas

23 de Maio 2024
Dicas
Google Meu Negócio: grandes vantagens para aumentar a visibilidade da sua empresa

Google Meu Negócio: grandes vantagens para aumentar a visibilidade da sua empresa

Aumente a visibilidade da sua empresa com o Google Meu Negócio. Veja como essa ferramenta gratuita melhora sua presenç.....

Leia Mais
11 de Janeiro 2024
Dicas
Dicas para retomar a rotina de trabalho após o recesso de fim de ano

Dicas para retomar a rotina de trabalho após o recesso de fim de ano

Acesse dicas essenciais para organizar as prioridades, a agenda e o contato com clientes e parceiros na retomada após o....

Leia Mais
07 de Dezembro 2023
Dicas
As mudanças de cenário para o espaço de trabalho

As mudanças de cenário para o espaço de trabalho

Saiba como a flexibilidade, a autonomia e a colaboração são as novas tendências para o espaço de trabalho e como ...

Leia Mais
23 de Novembro 2023
Dicas
Habilidades essenciais para todo empreendedor

Habilidades essenciais para todo empreendedor

Quer empreender com eficiência? Conheça as habilidades que todo empreendedor precisa ter. Confira...

Leia Mais