26 de Janeiro 2023

Como é a rotina de trabalho flexível e como ela se relaciona com o espaço de trabalho

Como é a rotina de trabalho flexível e como ela se relaciona com o espaço de trabalho

O termo “flexibilidade no trabalho” tem sido muito utilizado no universo corporativo nos últimos anos.

Seja para falar sobre o modelo de trabalho, a organização da rotina ou ainda sobre as demandas diárias, a flexibilidade tornou-se uma prioridade tanto para colaboradores de empresas quanto para os seus gestores.

É sabido que o mercado de trabalho enfrenta mudanças constantes e essa necessidade de não rigidez na atualidade se deve, em maioria, pela mudança geracional.

Pessoas que nasceram entre os anos de 1981 e 1995, e fazem parte da geração dos millennials, cresceram com a internet discada e vivenciaram diariamente as muitas evoluções tecnológicas, logo, trouxeram para o ambiente de trabalho algumas delas, que vão além dos costumes e tocam o comportamento.

As gerações que vieram antes desta, conhecida como baby boomers — nascidos entre 1946 e 1964 — e a geração X — que contempla os nascidos entre 1965 e 1980 — enxergam o trabalho de uma outra forma.

Quando um adolescente ia escolher a sua profissão, os ramos mais tradicionais eram priorizados, bem como a estabilidade que longos períodos em uma mesma empresa proporcionavam. Atualmente, esse aspecto vem mudando e já não é fator decisório.

Não são apenas salário e benefícios que mantêm os funcionários em uma determinada organização.

Existem, além desses fatores, diversos outros que são essenciais para a manutenção de uma rotina de trabalho saudável e equilibrada. Como destaque, temos a relevância de um sistema de trabalho flexível.

Neste artigo nós vamos falar sobre a rotina de trabalho flexível e de que forma ela necessita de um modelo também flexível de espaço de trabalho. 
Como a flexibilidade é aplicada no trabalho

O contrário de rigidez é algo flexível e maleável.

No contexto do mercado de trabalho, a flexibilidade é uma alternativa a modelos mais tradicionais e regrados e até mesmo situações em que não existe abertura para a escuta ou mudanças.

No que diz respeito às empresas, a ideia de flexibilidade pode ser aplicada de diferentes maneiras. Separamos algumas delas para exemplificar. Veja abaixo.

  • Horários de trabalho mais flexíveis

O dia-a-dia de qualquer funcionário, independente do cargo que ocupa, conta com demandas que são rotineiras e outras esporádicas, que podem surgir sem aviso prévio.

Possibilitar horários flexíveis no trabalho não significa que essas demandas deixarão de ser feitas, mas sim que serão executadas nos horários de trabalho que os próprios colaboradores definirem em acordo com a gestão da companhia.

  • Trabalho remoto

Desde o início da pandemia de Covid-19, no início de 2020, muitas empresas passaram a possibilitar o trabalho remoto, já que era a única maneira possível de dar continuidade em boa parte dos tipos de trabalho.

Mesmo com a existência de sedes, a flexibilidade do trabalho remoto passou a ser adotada por aqueles que preferem trabalhar em lugares diferentes quando possível.

O aluguel de escritórios eventuais e também os coworkings são alternativas ideais para isso. Falaremos mais a fundo sobre a questão do local de trabalho adiante.

Uma boa conexão de internet e acesso a um servidor da empresa ou um armazenamento online garantem a execução das funções de inúmeras profissões.

  • Jornada de trabalho flexível

Assim como a execução de tarefas diárias pode ser flexível, a jornada de trabalho de muitas empresas também está pautada de acordo com as necessidades específicas dos funcionários.

As tarefas podem ser divididas em diferentes períodos do dia, conforme o que for combinado entre as equipes.

Por que os funcionários preferem trabalhos flexíveis?

De acordo com uma pesquisa feita no LinkedIn, 78% dos profissionais brasileiros compreenderam que podem ter uma jornada de trabalho mais flexível e que essa percepção surgiu durante a pandemia de Covid-19.

A pesquisa demonstrou também que 30% dos entrevistados pediram demissão de seus empregos por conta da falta de flexibilidade.

As motivações citadas pelos profissionais que buscam as vagas flexíveis foram: 

  • equilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal (49%);
  • maior produtividade (43%);
  • melhora na saúde mental (40%);
  • prosperidade (33%);
  • rápido desenvolvimento de carreira (28%);
  • entendimento de que a empresa tem confiança no trabalho que está sendo feito (25%). 

A autonomia é uma das sensações presentes em rotinas de trabalho flexíveis.

Essa autonomia pode proporcionar uma melhor organização para o cumprimento de tarefas, sem que isso interfira na vida pessoal.  

Para se ter uma ideia, apesar de a flexibilidade ter ganhado uma maior atenção nos últimos anos, antes disso o tema já era discutido em empresas e também em pesquisas.

Um estudo chamado “Flexibilidade no Mercado de Trabalho”, feito pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com o Ibope, no ano de 2017, demonstrou que 73% dos brasileiros entrevistados gostariam de ter um expediente mais flexível.

No mesmo ano, uma pesquisa realizada pela empresa Gallup e divulgada pela Revista Forbes, mostrou que a oportunidade de ter um horário de trabalho flexível figurou no 5º lugar no ranking dos benefícios mais buscados, ficando atrás somente de questões como férias remuneradas, bônus em dinheiro e seguro de saúde.

Outra questão relacionada à flexibilidade no trabalho é a redução de estresse.

A partir do momento em que os funcionários podem organizar as suas rotinas de acordo com as prioridades do trabalho, sem deixar compromissos pessoais de lado, as chances de sobrecarga emocional e psicológica diminuem. 

De que formas uma empresa pode ser mais flexível

Em 2019, uma pesquisa feita pelo IWG, mostrou que 54% dos entrevistados preferem trabalhar de forma flexível do que atuar em empresas de grande porte.

Esse dado demonstra que a flexibilidade, além de atrair profissionais engajados e qualificados, é uma forma de reter talentos, já que vivenciar essa flexibilidade é o objetivo de centenas de candidatos. 
Para a empresa, a produtividade pode aumentar com o estímulo da flexibilidade. Segundo a mesma pesquisa citada, 85% dos gestores responderam que a produtividade aumentou quando investiram em flexibilidade de horário e também no local de trabalho.

Mas a adequação da empresa ou não para um ambiente de trabalho mais flexível depende de uma série de fatores, que passam inclusive pelo segmento de atuação, por exemplo.

O trabalho remoto com horários flexíveis, permitindo que os funcionários comecem seus expedientes no horário que desejarem sem que isso afete as demandas diárias, é uma das maneiras de oferecer flexibilidade.

Diversas ferramentas permitem o acompanhamento dos gestores sem que os funcionários precisem estar necessariamente no ambiente físico da empresa e ainda assim possibilitam a realização de reuniões, como é o caso de plataformas como o Zoom ou o Google Meet.

A organização das equipes também pode ser multidisciplinar, o que facilita a tomada de decisões rápidas e assertivas.

Mas, para que a flexibilidade seja adotada de fato em uma empresa, é necessário fazer uma análise profunda do contexto do negócio.

Para isso, os gestores e o setor de Recursos Humanos precisam estar em sintonia para essa observação.

Em parceria, os seguintes fatores precisam ser considerados: 

  • Analise o perfil pessoal e profissional dos colaboradores: para isso, pode ser criado um checklist com características que poderão ser ou não preenchidas. O gestor de cada setor pode auxiliar na organização dessa análise de perfil.
  • Crie um planejamento de jornada que seja mais flexível: esse planejamento vai incluir ou não a possibilidade de trabalhar remotamente, definindo quais programas poderão ser usados para a integração dos times, tanto com a própria equipe quanto com as demais.
  • Antes de aplicar efetivamente essas mudanças, um período de teste de adaptação pode ser feito para verificar os resultados e realizar mudanças se for preciso. É extremamente importante deixar claro às equipes que essa transformação não será definitiva. Neste primeiro momento, o diálogo entre as equipes e os gestores é fundamental para ajustes de expectativas. 

Como o ambiente físico do trabalho pode contribuir com a flexibilidade?

O ambiente físico tem um impacto direto com a flexibilidade que uma empresa pode ter ou não.

Quando imaginamos uma estrutura física com espaços separados por paredes ou estruturas de vidro, além de ambientes separados, essa imagem remete a uma empresa tradicional e que não se preocupa com uma maior integração e uma comunicação constante entre seus funcionários.

Essa separação física impede que sejam criados novos projetos e iniciativas que podem ser interessantes para a organização.

Uma alternativa a isso, mais econômica para a empresa e que promove a integração com profissionais de outras áreas de atuação, é a assinatura de um coworking.

Um coworking conta com uma estrutura adequada para reuniões e execução de tarefas diárias, com conexão de internet de alta velocidade, atendimento telefônico personalizado e caixa postal.

A locação de escritórios eventuais, salas de reuniões para treinamentos também são formas flexíveis de promover encontros entre as equipes em locais diferentes da sede da empresa.

Nós, da BQ Escritórios e Coworking, acreditamos na flexibilidade como uma ferramenta potente e inovadora para o crescimento de empresas.

É também por isso que atuamos no segmento de locação de espaços, que são essenciais para estimular a flexibilidade e criatividade.

Nossos serviços incluem:

Tudo isso com planos flexíveis que podem se encaixar nas diferentes etapas do seu negócio.

Vamos conversar?

Notícias relacionadas

23 de Maio 2024
Dicas
Google Meu Negócio: grandes vantagens para aumentar a visibilidade da sua empresa

Google Meu Negócio: grandes vantagens para aumentar a visibilidade da sua empresa

Aumente a visibilidade da sua empresa com o Google Meu Negócio. Veja como essa ferramenta gratuita melhora sua presenç.....

Leia Mais
11 de Janeiro 2024
Dicas
Dicas para retomar a rotina de trabalho após o recesso de fim de ano

Dicas para retomar a rotina de trabalho após o recesso de fim de ano

Acesse dicas essenciais para organizar as prioridades, a agenda e o contato com clientes e parceiros na retomada após o....

Leia Mais
07 de Dezembro 2023
Dicas
As mudanças de cenário para o espaço de trabalho

As mudanças de cenário para o espaço de trabalho

Saiba como a flexibilidade, a autonomia e a colaboração são as novas tendências para o espaço de trabalho e como ...

Leia Mais
23 de Novembro 2023
Dicas
Habilidades essenciais para todo empreendedor

Habilidades essenciais para todo empreendedor

Quer empreender com eficiência? Conheça as habilidades que todo empreendedor precisa ter. Confira...

Leia Mais