BQ Escritórios em Inglês BQ Offices - English

Coworking Day: saiba porque essa data foi criada

Coworking

Em 9 de agosto de 2005, o programador norte-americano Brad Neuberg juntou alguns amigos para criar um novo formato de trabalho. Ele buscava uma solução que possibilitasse unir a liberdade e independência de trabalhar de forma autônoma, à estrutura e o senso de comunidade de fazer parte de um “time”. Foi assim que ele criou o termo/conceito de “coworking space”.

A data tornou-se um marco para as pessoas que aderiram ao novo formato de trabalho. O Coworking Day é celebrado em milhares de coworkings espalhados pelo mundo. O propósito principal dessa data é compartilhar a experiência de ser um coworker com quem está buscando soluções nesse formato. 

Mas a data não é apenas promocional. Ela existe também para comemorar a origem desse projeto que ganhou dimensões que vão muito além dos aspectos materiais e práticos. As datas comemorativas são celebradas porque carregam um contexto histórico e cultural. Dessa forma, elas representam marcos políticos ou simbólicos que tornaram-se relevantes para toda uma comunidade ou, pelo menos, para uma parte dela. 

Apesar de ser um movimento recente, o surgimento do modelo de trabalho em coworkings capta o espírito do tempo e traz em si muitos aspectos de uma nova cultura de trabalho e negócios. Neuberg escreveu o artigo “O início do Coworking” publicado em seu blog codinginparadise.org, para contar de forma mais clara a história de seu empreendimento que virou uma tendência mundial. 

Confira alguns fatos revelados por Neuberg sobre a origem do coworking, que fazem dele algo realmente revolucionário:  

1 - Surgiu da busca por unir o melhor de cada modelo de trabalho: 

O programador conta que em  2005, estava trabalhando em uma startup chamada Rojo e vivia um momento de insatisfação no trabalho. Antes disso, havia tentado outros formatos de trabalho autônomo, fazendo consultorias e viajando bastante. Nesse ponto ele conta como sentiu a falta de ter um espaço para trocar ideias: 

“Fiquei faminto pela comunidade que um trabalho pode oferecer. Naquele momento eu estava confuso porque eu tinha trabalhado para mim mesmo e trabalhei em um emprego e estava infeliz porque eu não conseguia combinar todas as coisas que eu queria ao mesmo tempo: a liberdade e independência de trabalhar para mim, junto com a estrutura e comunidade de trabalho com os outros”.

2 - Surgiu dentro da sede de um coletivo feminista: 

O primeiro espaço a acolher a proposta do coworking foi a sede de um coletivo feminista conhecido como a Spiral Muse em São Francisco (EUA). Neuberg tinha várias amigas envolvidas com o espaço e em uma de suas conversas com Elana Auerbach, que era integrante do coletivo, eles chegaram em uma proposta de negócio, que deu origem ao movimento coworking em todo o mundo: 

“Elana disse que eu poderia ter o espaço da Spiral Muse dois dias por semana por US$ 300/mês. A única condição, porém, era que eu teria que configurar o espaço em cada um desses dias e depois desfazer tudo, já que eu não poderia realizar nenhuma mudança permanente”. 

3 - Surgiu dentro da lógica colaborativa do código aberto: 

Uma das grandes paixões do criador do coworking são projetos de desenvolvimento em código aberto. Conseguir conciliar seus projetos comerciais com os projetos de código aberto foi um dos principais motivadores da busca por um novo formato de trabalho. Não é estranho portanto que na essência da proposta do coworking sejam encontrados valores dessa comunidade profissional: 

“...muitas pessoas vieram só para olhar e ver o que estava acontecendo, mas não conseguiram realmente se conectar ao espaço. Eu dizia a eles ‘pegue essa ideia, roube-a e torne-a sua’. Basicamente eu estava dando às pessoas permissão para fazer um trabalho de coworking e remixá-lo, assim como no meu campo de origem, o trabalho com código aberto”. 

Coworking Day Brasil 

A comemoração passou a fazer parte do calendários dos coworkers brasileiros em 2013, quando alguns founders decidiram fazer algo mais para a comunidade de coworking e organizaram o primeiro evento que tinha como objetivo reunir e divulgar os espaços e o conceito de coworking do país. Em 2013 e 2014 as adesões de espaços inscritos aumentaram, foram alcançando cobertura nacional e destaque nos principais meios de comunicação do eixo Rio-São Paulo. 

A data se consolidou e em 2018 mais de 1.000 espaços de coworking apresentaram propostas para comemorar o marco histórico. Diante de sua ampla disseminação, as ações passaram a ser promovidas de forma orgânica, promovendo em todo o país a troca de ideias e experiência sobre essa nova forma de pensar os espaços de atuação e de trabalho. 

 

Coworking BQ

compartilhe essa postagem em suas redes sociais!

postagens relacionadas

Coworking

Coworking após os 40 anos

O mercado de trabalho sempre passou por constantes transformações, e, por diversas vezes essas mudanças resultaram no aumento ou ...

leia mais
Coworking

Porque sua empresa precisa de um escritório compartilhado

Quando fala-se em coworking, logo as pessoas pensam em um espaço compartilhado para trabalhadores autônomos, startups e pequenas empresas...

leia mais
Coworking

Coworking: depoimento do usuário

Nós já trouxemos aqui no blog várias matérias apresentando o coworking, além de seus benefícios e facilidade...

leia mais

sobre a BQ

A BQ é uma empresa gerenciadora de escritórios, uma solução eventual ou permanente, adequando espaço e serviços de acordo com a conveniência do cliente.

inscreva-se

Receba nossos conteúdos exclusivos.

Rio de Janeiro - Centro (21) 3231-9000 |

Macaé (22) 3723-5400

solicite um orçamento
Rio de Janeiro - Centro Macaé