Anunciado programa inédito de apoio à inovação em tecnologia – STARTUP RIO/2013

Blog

Anunciado programa inédito de apoio à inovação em tecnologia – STARTUP RIO/2013

(09/10/2013)
Categoria:

A distância entre uma boa ideia e um empreendimento bem-sucedido, na área de tecnologia digital, pode se tornar mais curta. A FAPERJ anunciou o lançamento de um edital inédito, que vai fomentar especificamente projetos inovadores em tecnologia da informação, em cerimônia realizada na manhã desta sexta-feira, 4 de outubro, no Palácio Guanabara, sede do governo estadual. Intitulado “Apoio à Difusão de Ambiente de Inovação em Tecnologia Digital no Estado do Rio de Janeiro”, o programa vai destinar um total de recursos da ordem de R$ 5 milhões para o incentivo a 50 propostas, coordenadas por até três pessoas, que receberão assistência para se transformar, dentro de um ano, em startups – empresas nascentes de base tecnológica.

O objetivo da iniciativa é difundir uma cultura de inovação tecnológica, criatividade e empreendedorismo no Estado do Rio de Janeiro, com base no incentivo a projetos das startups. De acordo com o governador, Sérgio Cabral, o programa está inserido em um conjunto de iniciativas para o fomento à Ciência, Tecnologia e Inovação em todo o Estado do Rio de Janeiro, que conta com o protagonismo da FAPERJ. “Não acredito em Estado forte sem um interior forte. A FAPERJ está presente em todos os 92 municípios do Estado do Rio de Janeiro, financiando projetos em todas as áreas do conhecimento”, disse Cabral, que convidou o público a conhecer esses projetos na III Feira FAPERJ Ciência, Tecnologia e Inovação, a ser realizada entre os dias 10 e 12 de outubro, no centro Cultural da Ação da Cidadania, na Zona Portuária do Rio.

O secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Gustavo Tutuca, apresentou dados que ressaltaram a importância do mercado de tecnologia da informação, contemplado pelo programa. “O Brasil tem 45% do mercado de tecnologia da informação da América Latina. A expectativa é que o setor fature R$ 856 bilhões este ano”, justificou Tutuca. Ele citou ainda o projeto Startup Genome, coordenado pelo empreendedor Bjoern Herrmann, dos Estados Unidos. Segundo ele, cerca de seis mil cidades no mundo tem startups. “Com o capital semente da FAPERJ, o programa vai contribuir para que o Rio passe a ser um hub de tecnologia reconhecido internacionalmente”, afirmou.

O vice-governador, Luiz Fernando Pezão, disse que o lançamento do edital está em sintonia com os esforços que o governo estadual empreendeu na área de tecnologia da informação no projeto Piraí Digital, no Sul Fluminense. No final do ano de 2008, atendendo as demandas da sociedade, o convênio do Governo do Estado do Rio de Janeiro com a prefeitura de Piraí possibilitou a aquisição de laptops para os professores e alunos da rede municipal de ensino. “O setor de Tecnologia da Informação é ‘a cara’ do Estado do Rio de Janeiro”, avaliou Pezão.

O diretor de Tecnologia da FAPERJ, Rex Nazaré Alves, destacou que o lançamento do edital inclui o Estado no calendário global de eventos startups. “O programa é um passo importante para transformar o Estado do Rio de Janeiro em uma vitrine de exportação dessas futuras startups. O incentivo às ideias inovadoras irá valorizar os recursos humanos, difundindo novas características do nosso Estado, além do petróleo, samba e do futebol”, disse Nazaré.

Imagem2

Uma ideia inovadora hoje, uma startup no mercado amanhã

Cada proposta selecionada vai receber recursos financeiros no valor de até R$ 100 mil, em duas parcelas, a serem repassadas no período de 12 meses. O edital prevê a criação do Polo de Inovação em Tecnologia Digital, que vai reunir em um só espaço físico asstartups contempladas pela Fundação. A proposta é que as startups dividam as instalações do edifício, localizado no Flamengo. O prédio, que está sendo reformado, foi cedido pela Universidade do estado do Rio de Janeiro (Uerj) e abrigava a antiga Faculdade de Direito da instituição.

Na “aceleradora” de ideias, os empreendedores vão receber acompanhamento e capacitação para que viabilizem suas ideias inovadoras e as tornem produtos e serviços competitivos no mercado. A previsão é que os projetos sejam apresentados a investidores internacionais, analistas da indústria e imprensa após o período de um ano de trabalho, no Demo International Day Rio, quando estarão aptos para pleitear recursos da iniciativa privada.

O presidente da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação, Software e Internet do Rio de Janeiro(Assespro-RJ), Marcio Lacs, discursou em nome de empreendedores do setor. “O programa Startup Rio vai deixar um legado para a inovação fluminense. Ele é uma conexão com as novas tecnologias que já fazem parte do nosso cotidiano e são desenvolvidas pelas startups, como os aplicativos usados nos smartphones. Existem cerca de um bilhão desses aparelhos no mundo, sendo que 65% deles estão nos países emergentes”, disse.

Imagem3

Por sua vez, o diretor da Cisco Brasil, Rodrigo Dienstmann, afirmou que as startups são peças fundamentais no desenvolvimento tecnológico de qualquer país e que o panorama do mercado nacional é favorável para o lançamento de programas de apoio às empresas nascentes de base tecnológica. “Para apoiar as startups, o Brasil tem mão de obra criativa, mesmo que ainda numericamente pequena, mas de qualidade, um público que se adapta facilmente a novas ideias, early adapter, um ecossistema empresarial interessado e capital disponíveis”, avaliou.

Entre os diversos gestores públicos, empreendedores e pesquisadores que prestigiaram a cerimônia, estavam: o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, Júlio Bueno; o diretor da Microsoft, Luis Guerrinha; o reitor da Uerj, Ricardo Vieralves; a representante do Grupo de Líderes Empresariais do Rio de Janeiro (Lide-Rio), Andréia Repsold; o diretor da incubadora Gênesis, da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), José Alberto Aranha; o diretor do Parque Tecnológico da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Maurício Guedes; o diretor superintendente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Cesar Vasquez; o vice-presidente da TIM, Mario Girasole; e o presidente da AgeRio, Domingos Vargas.

Representaram a FAPERJ, além do diretor de Tecnologia da Fundação, Rex Nazaré Alves, o diretor Científico, Jerson Lima Silva; o diretor de Administração e Finanças, Jose Enio Pinto do Prado; a presidente do Conselho Superior da Fundação, Eliete Bouskela; e o chefe de gabinete, Roberto Dória. Com o lançamento do edital “Apoio à Difusão de Ambiente de Inovação em Tecnologia Digital no Estado do Rio de Janeiro”, a FAPERJ alcança a marca, apenas em 2013, de 39 editais lançados para o fomento à Ciência, Tecnologia e Inovação estadual, contemplando as mais diversas áreas do conhecimento.

Veja o edital:  Apoio à Difusão de Ambiente de Inovação em Tecnologia Digital no Estado do Rio de Janeiro

Mais informações: http://vimeo.com/76162973 (Vídeo sobre o projeto) e  http://www.startuprio.org/

 

Fonte