5 qualidades de quem tem vocação para ser coach profissional

Blog

5 qualidades de quem tem vocação para ser coach profissional

(22/08/2013)
Categoria:

São Paulo – Seja como primeira ou segunda carreira, o coaching tem atraído muitos profissionais e é uma das atividades em franca expansão no mundo corporativo. Basta digitar a palavra coach no Google para confirmar a o crescimento da oferta de serviços no Brasil.

Para o master coach Homero Reis, ainda há muito espaço de atuação para novos coachs. “A sensação que eu tenho é que o crescimento vai estabilizar, mas há demanda reprimida”, diz.

Ele é um dos coachs que apostam também na formação destes profissionais. A Homero Reis e Consultores é a única instituição a oferecer uma pós-graduação com foco exclusivo na formação de coachs ontológicos que é reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Mas será que a carreira é para todo mundo? Foi isso que EXAME.com foi investigar com o especialista. Como saber se o seu perfil é adequado para a plaquinha de coach na mesa?

De acordo com ele, são 5 as características fundamentais que compõem o perfil comportamental de uma pessoa com vocação para ser coach. Confira quais são:

1 Curiosidade

O curioso tem dúvidas, quer saber, vai procurar, é em última instância um interessado no mundo das ideias e das coisas. “A curiosidade leva ao aprendizado”, diz Homero Reis. Querer saber como as coisas funcionam é um dos pilares do comportamento do futuro coach. “Pessoas curiosas geralmente gostam dos processos de aprendizagem”, diz Reis.

2 Gostar de ajudar os outros

Não basta só ter interesse pelo que é humano, é preciso gostar de ajudar. Afinal, o compromisso com o outro é uma característica marcante de qualquer coach de sucesso. “São pessoas que têm vocação natural para ajudar as pessoas e as organizações, ou seja, com vocação para servir”, diz Reis.

3 Base ética

“Quando não há base ética, os problemas de relacionamento tomam proporções devastadoras”, diz Reis. Por isso, qualquer profissional que se proponha a oferecer serviços de coach precisa ter profunda e sólida base ética, segundo o especialista. “É essa a base da construção de relações saudáveis entre as pessoas”, lembra Reis.

4 Compromisso com valores sociais e das organizações

De acordo com Reis, outro ponto de atenção na hora de identificar no candidato o perfil necessário para a atuação profissional como coach está relacionado ao compromisso dele com os valores sociais e das organizações. “É o que a gente chama de compromisso com os valores da humanidade”, diz ele.

5 Respeito pela técnica

Não dá para rasgar todo o modelo técnico aprendido e agir como bem entender dentro da sua sala. A atuação do coach é regida por um modelo técnico e o profissional deve estar preparado para trabalhar de acordo com os preceitos existentes. “Precisa ser uma pessoa comprometida com a técnica”, destaca Reis.

Fonte: Exame.com 

19/08/2013 13:00